Um Chocolate de Eclipse

Quem me conhece sabe que tenho muito amor pela cozinha, inclusive, minhas últimas pesquisas acadêmicas envolvem história da alimentação. Eu acredito que a comida revela o substrato mais profundo da humanidade e por isso conecta todas as áreas da existência – corpo, mente, espírito, política, sociedade, economia e meio ambiente.

Mas o mais incrível é que certo dia desses, uma amiga veio me falar que uma amiga dela queria muito a receita de um prato que eu preparei num jantar qualquer ano passado. Ela queria minha receita não só porque tinha gostado da comida, mas porque, segundo ela, estava fraca de alma. Na sua memória, ela associou minha – sopa de abóbora – ao conforto do seu espírito. Alimento da alma.

Era uma vez outro dia quando eu dei uma carona para uma moça atravessar o Morro da Lagoa e contei que tinha um blog. Ela perguntou se era um blog com receitas de comidas. Eu respondi que era um blog sobre autoconhecimento. Nos olhamos com um olhar de cumplicidade: alimentação por acaso também não é autoconhecimento?

E assim, hoje, em dia de eclipse e acontecimentos loucos dos astros, preparei uma receita para confortar a alma. Para adoçar a vida. Para assistir o eclipse bem acompanhada. A inspiração é que “do comedor saiu a comida e do forte saiu a doçura”. Compartilho ela com vocês, porque a alquimia da cozinha entra oficialmente nesse blog 🙂

equilibrista 03Chocolate de Eclipse

~ ingredientes mágicos

150 gramas de chocolate em barra meio-amargo (usei sem lactose, 80%, mas pode ser qualquer outro)

1 colher de sopa de óleo de coco

200 gramas de oleaginosas (usei pistache, avelãs e nozes. mas pode ser amendoim, amêndoas, coco, castanhas)

1 papel toalha

flor de sal a gosto

~ a alquimia

Torre as oleaginosas em fogo baixo numa frigideira de fundo grosso, mexendo sem parar para não queimar, até que estejam douradas. Aproximadamente 5 minutos. Pode fazer esse processo no forno usando uma forma normal, porém o cuidado é dobrado para não queimar. Pique as oleaginosas numa tábua de madeira com uma faca afiada. Forre um recipiente com papel manteiga e acomode as oleaginosas ali.

Pique o chocolate em raspas ou pequenos pedaços e derreta o mesmo em banho maria. Cuidado que nesse processo não pode cair uma gota de água dentro do chocolate. Quando estiver derretido, acrescente uma colher de óleo de coco. Nesse momento, pode acrescentar flor de sal a gosto.

Derrame o chocolate derretido sob as oleaginosas no recipiente forrado com papel manteiga. Finalize com flor de sal, canela ou temperos a gosto.

Leve ao freezer por 15 minutos. Quando endurecer, corte em pedaços rústicos. Melhor deixar na geladeira para não derreter. Mas fica uma barrinha, quase uma rapadura.

Pode dar de presente, com um pedaço do próprio papel manteiga envolvido por uma fita. É simples e delicioso. Conforta a alma. Bom apetite!

equilibrista 01

One thought on “Um Chocolate de Eclipse

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s