Conheça 4 Sítios Sagrados ao redor do mundo

Vamos abstrair um pouquinho? Se consideramos que o planeta Terra é como um organismo vivo talvez ela possa ter complexas relações energéticas como um ser. E nesse corpo de vida que todos nós vivemos existem locais – quase órgãos vitais – que funcionam como vórtex de relação com o cosmos. É assim que os locais energéticos planetários são vistos por muitos movimentos new age e pessoas espiritualizadas (ou seja, atentas as questões do espírito).

Mas não é só por conhecimentos recentes que os locais energéticos do planeta foram reconhecidos. Na verdade, podemos rastrear nas culturas ancestrais milenares a sabedoria da força energéticas e cósmicas de diversos locais, resplandecentes nas quatro direções do universo. Estas culturas, através de suas explicações filosóficas e relacionais sobre o mundo, consideravam a energia de determinados espaços geográficos para a manutenção da vida do planeta terra.

É claro que esses locais estão na minha lista de viagens a serem feitas muito em breve. Como estou estudando sobre eles, gostaria de compartilhar com vocês alguns dos mais especiais que tenho encontrado nas minhas pesquisas.

Mount Shasta

800px-Sunrise_on_Mount_Shasta

Localizado no nordeste do estado da Califórnia e muito próximo do estado de Oregon, na Cordilheira das Cascatas, nos Estados Unidos. Esta Montanha é um dos maiores vulcão da parte oeste dos Estados Unidos. Os movimentos new age a partir dos anos de 1960 passaram a visitar a montanha considerando que ela é um Raio Cósmico de Luz que entra em contato com outras dimensões. Um vórtex. Para os indígenas da região, os “Shastas”, a montanha era sagrada, considerada como um espírito vivo. Nas explicações contemporâneas, é como se a montanha fosse uma conexão direta com a fonte cósmica da vida, relacionada ao chakra básico. Os visitantes de Shasta, buscam orientações nessa força energética, conselhos e soluções para suas vidas. O paradoxo do Mount Shasta é que ao mesmo tempo que canaliza pura energia universal, emana a força do vulcão dormente dentro de suas estruturas. As entranhas e a base da terra ali se encontram.

Machu Picchu

Sunset_across_Machu_Picchu

Localizado no Vale Sagrado, cadeia de montanhas que compõem a geografia da Cordilheira dos Andes, no leste do Peru, próximo a cidade de Cusco e algumas horas de Rio Branco, no Acre. Machu Picchu era cidade sagrada para o povo quéchua e tinha o intuito de ser um grande templo vivo de sacerdotisas e sacerdotes. Ainda há muitos mistérios sobre a história e o propósito da cidade, construída sob uma geografia acidentada no alto de uma grande montanha amazônica, imersa num clima de chuvas intensas. Machu Picchu, na verdade, é o nome do ponto mais alto da montanha, que, com Putucusi e WaynaPicchu, forma um triângulo energético sagrado, canalizando energias cósmicas. O local trabalha o chakra sacral, de estrutura, limites, sexualidade e aterramento. Seria o útero da mãe terra? (eu tive a imensa alegria de estar nesse local sagrado, senti a energia atuando de uma forma incrível e contei mais sobre essa viagem aqui).

Uluru

Uluru,_helicopter_view

Localizada no coração da Austrália, Uluru é uma pedra de areia laranja brilhante, também chamado de “monólito”, dentro do Parque Nacional de Uluru-Kata Tjuta. Era e ainda é considerada pelos aborígenes da região sagrada e tem inúmeras cavernas dentro da estrutura onde se praticavam e ainda se praticam cerimônias e pinturas nas paredes. Para as literaturas new age, o local está relacionado ao chakra do plexo solar, onde a energia de calor, confiança e amor emana do planeta. Tudo haver com as cores da sua paisagem impressionante, já que este plexo está relacionado às vibrações do amarelo. 

Mount Sinai

Mount_Moses

Localizado no Egito, o Mount Sinai ficou famoso como o local onde Moisés recebeu, segundo cristãos, judeus e islâmicos, os mandamentos divinos. Se consideramos que a Bíblia foi uma invenção história com fins políticos, é possível pensar na apropriação de culturas locais ancestrais relacionadas a esta montanha, as quais até mesmo com mitos poderiam dar sentidos profundos a montanha (se alguém souber informações legais sobre possíveis relações culturais ancestrais da montanha, por favor compartilha aqui porque não encontrei muita coisa nas minhas pesquisas). De qualquer forma, é ali que, segundo espirituais contemporâneos, encontramos o chakra da garganta da terra, onde a voz do planeta pode ser ouvida especialmente por aqueles que a respeitam e a cortejam com amor. Junto com Jerusalém e as pirâmides do Egito, forma-se um complexo sagrado, uma paisagem cultural cujas heranças vão muito além do que se vê. É interessante pensar que justamente nessa região temos tantas tensões que se atravessam, crenças limitantes de desrespeito com o próximo e dogmas que provocam negatividades. Talvez seja o chakra que mais temos que trabalhar hoje no nosso planeta.  

equilibrista 03

Vocês perceberam que os quatro locais que listei são montanhas? Muitas culturas ancestrais consideravam a energia das montanhas como algo único e especial para as paisagens que se encontravam. Por isso, em qualquer lugar que você estiver, quando olhar uma montanha, você pode tentar entender que sensação ela te proporciona. Percebe alguma energia sutil emanando dali? Talvez sejam os “membros” do planeta te contando amorosamente energias cósmicas. Você não precisa ir quilômetros de distância para perceber que a terra está viva. E não se esqueça: ao entrar, subir ou passar por uma montanha, peça licença. Nenhum corpo gosta de abusos.

“Você é a montanha do centro do mundo e o centro do mundo está em toda parte”

Beijos numinosos,

Júlia

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s